Conecte-se

sexta-feira, 23 de maio de 2008

os bastidores de 'casos e acasos'

No ar, Casos e Acasos não ocupa mais do que 35 minutos da grade de programação da Globo. Mas, para que as piadas sugeridas nas 22 cenas do episódio que vai ao ar hoje, às 22h50, o diretor Fred Mayrink decidiu gravar todas sem se preocupar com o tempo de trabalho.

Fred até teve a opção de usar duas câmeras e poupar tempo, mas preferiu conduzir seu trabalho com uma só e repetir cada plano diferente para tentar um resultado melhor. Como o programa é formado por histórias que se cruzam em determinado momento, todo o esforço é concentrado para que o final não seja completamente previsível. "Desse jeito, gravamos poucas cenas por dia. Mas facilita a edição e nos ajuda a não entregar as surpresas antes do tempo", justifica.

Na história, Danton Mello interpreta Wagner, um pai separado que sofre para ver o filho. Isso porque sua ex-mulher, Maria Emília, de Chris Couto, sempre o inferniza com ligações intermináveis querendo saber como a criança está. Renan, papel de Ricardo Tozzi, é namorado de Cecília, vivida por Fernanda de Freitas, uma jovem com dificuldades para terminar relacionamentos e comportamento psicopata.

Quando fica sabendo que ela esfaqueou seu último companheiro ao ser rejeitada, Renan fica apreensivo e decide terminar tudo.

E, para que as histórias tenham alguma relação no final, chega a ser previsível imaginar que o episódio termine com Wagner engatando um namoro com Cecília, na esperança de iniciar uma relação menos problemática do que a última, com Maria Emília.

"Acho um barato esse lance de mostrar que pessoas diferentes podem estar, de alguma forma, ligadas. Mas isso faz com que a gente tome muito cuidado para não errar o tom e o tempo da comédia", opina Fernanda.

Estreante na direção do seriado, Fred contou com um fator positivo na hora de conduzir seu trabalho. Dan ton Mello, Ricardo Tozzi e Fernanda de Freitas, os integrantes do elenco que mais aparecem no episódio, já estão acostumados com o ritmo. Por isso, passar um dia inteiro gravando pouquíssimas cenas ou encarar intervalos de até três horas por não participar de uma delas já é algo esperado.

Que o diga Danton, que chegou a dormir em um sofá enquanto esperava sua vez de voltar ao estúdio. "Enquanto em uma novela a equipe faz mais de 30 cenas em um único dia, aqui a gente fica em quatro ou cinco", explica.

Em várias cenas de Casos e Acasos o diretor conta com auxílio extra. Um dos autores do programa, Marcius Melhem faz questão de, sempre que tem uma folga nos estúdios do humorístico Zorra Total, no qual interpreta o segurança Pedrão, conferir de perto o trabalho no seriado. Na maior parte das vezes, se limita a elogiar o resultado.

Mas, quando é preciso, não se acanha e emite opiniões que fazem certas tomadas serem regravadas mesmo depois do "ok" da direção. "Somos uma equipe, temos de trabalhar juntos. Cada um dá o seu ponto de vista", conta Marcius, que espera aparecer na frente da câmera no último episódio desta temporada.

Mesmo sabendo que a Globo não costuma permitir que um mesmo ator apareça em dois programas ao mesmo tempo. "Talvez pedindo com carinho eles abram uma exceção", torce.

quarta-feira, 14 de maio de 2008

Ricardo apresentará Festioval de Cinema

Festival de Cinema começa dia 19

O 2º Festival Popular de Cinema acontece entre os dias 19 e 24 de maio, em Itapeva, com organização e curadoria de Rafael Primo e Daniel Gaggini, em parceria com a Secretaria Municipal da Cultura e Turismo de Itapeva e patrocínio da Secretaria da Cultura do Estado.
O festival propõe uma breve amostra das melhores produções cinematográficas recentes do país, e que tenham em comum um diálogo direto com o público.
No site criado especialmente para divulgação do festival, os organizadores dizem que se trata de uma oportunidade para reconciliar os habitantes da cidade e da região com o cinema brasileiro e colocar o espectador como o foco principal.
"A cidade de Itapeva foi escolhida por se tratar de uma região carente de experiências cinematográficas e artísticas, além de ser uma área central do Sudoeste do Estado", dizem os organizadores.
O festival trará dez filmes, entre ficções e animações, durante toda a semana, em espaço gratuito e o grande vencedor será escolhido através da votação popular.
Nos dias 19, 20 e 21 haverá ainda o Cine Itinerante, com a exibição de alguns curtas nos bairros itapevenses. A mostra competitiva acontece nos dias 11, 23 e 24, na Zoggy Club, com entrada franca.
Oficinas - Paralelo ao festival, três oficinas serão oferecidas às pessoas interessadas em interpretação e técnicas de vídeo. Ao final das oficinas, os alunos participarão de um vídeo clipe da banda de rock Pink Big Balls. O clipe será exibido no último dia do festival.
 
Apresentador - O apresentador do Festival, nos dias 22 e 23, será o ator Ricardo Tozzi, que participou das novelas Bang-Bang, Pé na Jaca, Malhação e das séries A Diarista e Casos e Acasos, da TV Globo. Participou também de alguns curtas, entre eles Vendedores, do americano Allan Fiterman, que será apresentado na abertura do festival.

Programação - A abertura oficial do Festival será na quinta-feira (22). Será apresentado o curta-metragem "Vendedores", de Allan Fiterman, o média-metragem 14 Bis, de Andre Ristum e o longa Saneamento Básico, de Jorge Furtado.
Na sexta-feira (23), acontece a competitiva nacional, com Memórias sentimentais de um editor de panos"; Barbie-Problemas da Vida; O lobinho nunca mente; Vida Maria, Saliva, O hotel do Coração Partido, Câmara Viajante e Minha tia, meu primo.
No encerramento, dia 24, serão exibidos os curtas clássicos Ilha das flores e Amassa que elas gostam. Será exibido ainda o víde clipe da banda Pink Big Balls.

Seguidores

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More