Conecte-se

domingo, 1 de julho de 2012

Ricardo Tozzi sobre a fama: "É tudo tão supérfluo"


Ricardo Tozzi em "Cheias de Charme" (TV GLOBO / João Miguel Júnior

Ricardo Tozzi em "Cheias de Charme"

Ricardo Tozzi falou sobre sua antiga carreira no mundo dos negócios, quando trabalhava na Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos, em São Paulo, em entrevista para a coluna Retratos da Vida, do jornal Extra, publicada neste sábado (30).

"Trabalhei lá durante dez anos. Meu salário era ótimo, e lidava diretamente com Henrique Meirelles (ex-presidente do Banco Central do Brasil durante a gestão Lula), com o presidente mundial do grupo Citibank... Tinha uns 27 anos, estava no auge da carreira, mas sentia que precisava mudar de vida. Foi quando resolvi fazer, escondido, um curso de teatro. Fazia à noite, após o trabalho. Não contei para ninguém porque não queria abalar minha credibilidade como executivo".

Mesmo com a reprovação da família, ele resolveu abandonar tudo e seguir na carreira de ator. Após trabalhar nas novelas Bang Bang (2005), Pé na Jaca (2006), Caminho das Índias (2009) e Insensato Coração (2011), agora ele está em dose dupla em Cheias de Charme como o cantor Fabian e Inácio e se sente 100% realizado na profissão.

Mesmo assim, ele não se deslumbra por ser famoso: "Simplesmente, não lido com a fama. É tudo tão supérfluo... A fama é fruto do trabalho, mas depois que acaba, em três meses, você é esquecido. Mas adoro ser abordado pelas pessoas nas ruas, adoro quando me cumprimentam: "E aí, Fabian?". Isso é reflexo de um trabalho bem".


Seguidores

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More